Profissionalismo, acima de tudo
Pesquisa revela comportamento de jovens quando não gostam de colega de trabalho 30/08/2018 02:07
» Rafaela Gonçalves
Quando se trata de mercado de trabalho, lidar da melhor forma possível com as pessoas é passo fundamental. Nem sempre se está rodeado de amigos. Logo, é preciso dosar as emoções e pensar antes de reagir. Porém, todos os jovens seguem por essa linha? Para descobrir essa questão, o Nube - Núcleo Brasileiro de Estágios fez uma pesquisa com a pergunta: "se você trabalha ao lado de quem não gosta, como age?". O resultado apontou maturidade por parte dos participantes.

O estudo ocorreu entre 30 de julho e 10 de agosto em todo o Brasil. A faixa etária analisada foi de 15 a 26 anos. No total, 44.595 respondentes deram a opinião. Como visão absoluta, a grande maioria, ou seja, 63,88% ou 28.489 indivíduos, apontou: "ignoro meus sentimentos e tento ser profissional". Para a coordenadora de treinamento, Rafaela Gonçalves, saber se posicionar adequadamente a cada situação é imprescindível e desconsiderar totalmente o emocional nem sempre é uma ótima saída. "É preciso refletir sobre o motivo daquela impressão e enfrentar o episódio. Uma boa conversa e empatia fazem muito bem para solucionar ocasiões ruins", explica.

Outros 34,75% (15.496) disseram: "procuro ser político e trato a pessoa com cortesia". Para 0,70% (311) o mais adequado é cortar vínculos. Com isso, revelaram: "eu peço para mudar de lugar ou de área". Por fim, 0,67% (299) afirmaram: "não consigo esconder meu desgosto e o clima sempre fica ruim".

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/