Liq celebra diversidade
Empresa destaca política inclusiva nas contratações dos colaboradores 04/07/2018 10:04
A Liq aproveita o Dia do Operador, comemorado hoje (04), para celebrar a diversidade. Com mais de 40 mil colaboradores, a empresa procura investir nesse  tema para manter a eficiência dos serviços oferecidos, por meio de uma política inclusiva com oportunidades para os mais diferentes públicos. Segundo o diretor executivo de negócios e marketing, Marcelo Chianello, o perfil inclusivo da Liq faz parte de seu DNA. "Essa característica tem proporcionado a entrega de soluções cada vez mais criativas, além de assertividade nas respostas oferecidas aos nossos clientes", destaca.

Nesse sentido, um princípio levado a sério é o respeito na hora de contratar os colaboradores, característica presente na trajetória e no compromisso de pessoas trans na companhia. Funcionário da Liq há dois anos, Monyell Calvalcanti da Silva, supervisor de atendimento, 30 anos, trabalhava em outra empresa do mesmo segmento. Quando decidiu pela transição, não obteve apoio necessário na época e, por isso, optou por pedir desligamento. Nesse intervalo, ficou sabendo por conhecidos que a Liq estava com um programa de inclusão e acolhimento para pessoas trans e ingressou na empresa como operador.

Junto a Monyell, sua esposa Jéssica Estéffany de Andrade Soares, 28 anos, operadora de atendimento, quem ele conheceu no trabalho anterior, o acompanhou nessa jornada. "A Jéssica me disse que ela não ficaria em um lugar onde eu não era bem-vindo. Quando saímos, tentamos abrir um negócio próprio e não deu certo. E, um tempo depois, soubemos do processo seletivo na Liq, e fomos recrutados juntos", relembra Monyell. Jéssica acrescenta que "já na seleção as pessoas perceberam que éramos casados e a empresa nunca teve problema com este fato. "A Liq é bem família. Meu irmão já trabalhava aqui e vi mãe e filhos juntos na operação. A empresa é extremamente inclusiva. Há um tempo, tive um problema de saúde e eles entenderam que era importante também liberar o Monyell alguns dias para estar junto comigo neste momento tão difícil", completa.

O público acima de 50 anos também tem espaço na empresa. A operadora Marta Maria Barboza, 63 anos, está há 16 anos trabalhando na Liq. "Este é o primeiro emprego da minha vida. Eu fiquei 25 anos casada e era dona de casa. Quando me separei, vi que tinha 47 anos e nenhuma experiência. Foi aí que meu filho soube da abertura de processo seletivo na Liq. Nem currículo eu tinha, mas meu filho me ajudou e fui selecionada para concorrer a uma vaga." Marta conta ainda que trabalhar na Liq é uma experiência maravilhosa e que, na época, foi uma surpresa ser chamada para a vaga. "O público da seleção tinha entre 18 e 24 anos, e quando fui selecionada, fiquei super contente. Ainda tive chance, pelo programa Crescer, de cursar uma faculdade. Algo que não fiz em 25 anos, na Liq, tive a oportunidade de fazer", relembra.

Já a supervisora Ranielle Barbosa Alves, 31 anos, teve a oportunidade do seu primeiro emprego na Liq e diz que, hoje em dia, não se vê fazendo outra coisa. "Esta era uma área que nunca imaginei trabalhar e, quando descobri, eu me apaixonei. Você trabalha com todo o tipo de pessoas diariamente, é muito dinâmico". Ela acrescenta que, durante os 10 anos na Liq, participou de treinamentos, foi promovida de operadora a supervisora de atendimento e pretende sempre aproveitar o que a empresa tem a oferecer. "Não tinha condições de fazer faculdade e com a bolsa do programa Crescer, eu me formei em Marketing. Sou muito grata a Liq porque com planejamento e dedicação, pude conquistar muitas coisas durante o meu período aqui."

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/