Callink reforça empoderamento da feminino
Presentes nos mais variados cargos, mulheres ocupam 62% do quadro de colaboradores 08/03/2018 12:23
As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço, não apenas na sociedade, mas também no mercado de trabalho. Atualmente, elas ocupam 44% das vagas no mercado formal no Brasil, o que representa crescimento de 3,15% nos últimos 10 anos, de acordo com dados do Ministério do Trabalho. Exemplo desse crescimento do empoderamento feminino no mundo corporativo é a Callink, que conta atualmente com 62% de todo o quadro ocupado por elas, o que representa um universo de mais de 4 mil colaboradoras nos mais variados cargos.

Em relação a ocupações como as de coordenação e supervisão de operações, por exemplo, 57% das lideranças são femininas. Na área de teleatendimento nas operações elas também dominam, ocupando 65% das vagas. A gerente de RH, Marcela Pimenta, destaca esse crescimento da participação feminina na empresa. "Somos uma empresa que valoriza o papel da mulher e abre cada vez mais espaço para a sua atuação. Esse ano reforçamos o empoderamento da mulher por meio de uma campanha interna e destacamos cinco executivas que estão à frente de áreas estratégicas e são exemplos para nossos colaboradores", comenta.

Ela acrescenta que a empresa também desenvolveu programas especiais voltados para as mulheres, como o ´Mamãe Nota 10´, que auxilia as mães de primeira viagem, oferecendo orientações e apoio durante a gestação. "Esta e outras ações reforçam o que entendemos ser parte do empoderamento feminino, que se dá não apenas por meio da qualidade do trabalho, mas também por diferenciais que elas precisam e merecem ter nas empresas", destaca a gerente.

Marcela afirma ainda que a empresa está sempre oferecendo oportunidades para o desenvolvimento tanto das mulheres como também de todos os colaboradores da empresa. "Temos na Callink uma preocupação constante em oferecer oportunidades, independente do sexo, mas percebemos que as mulheres têm se destacado cada vez mais em resultados e busca por aprimoramento. Elas têm feito cada vez mais a diferença", completa.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/