Liq aposta na diversidade
Empresa valoriza força de trabalho da mulher para entrega de resultados 08/03/2018 11:58
» Simone, Cristiane e Alissa
Com 70% de mulheres no quadro de colaboradores, a Liq aposta na valorização da diversidade e a individualidade dos funcionários, buscando sempre dar apoio nas escolhas pessoais de cada profissional. É o caso de Ilaize Alves Silva de Oliveira, de 51 anos, que trabalha na Liq como atendente há quase 17 anos, e, mesmo depois de ter recebido diversas oportunidades de crescimento interno, optou por continuar atuando na posição de atendente, pois gosta muito do que faz. "Tenho muito orgulho de ser parte da Liq, juntas formamos uma grande família. Atendo meus clientes como gostaria de ser atendida. Sou apaixonada pelo que faço. Já fui convidada para ser supervisora algumas vezes, mas não seria tão feliz, pois gosto de ajudar os clientes. Em cada ligação, tenho uma experiência diferente".

Por outro lado, a empresa também valoriza as profissionais que desejam crescer profissionalmente e oferece oportunidades internas para isso. Simone Felix, de 32 anos, começou a trabalhar na Liq há nove anos como coordenadora de operações, na área de atendimento. De lá pra cá, já passou por diversas áreas do setor de Recursos Humanos até, finalmente, conquistar o cargo que almejava, em uma gerência da área. Ela conta que foi um desafio muito grande, mas crucial para sua carreira. "Não tinha experiência alguma na área de RH, estava concluindo a faculdade de psicologia e conquistei a vaga em um momento bem positivo do mercado de trabalho. Isso tornou meu desafio ainda maior, pois eu tinha que desempenhar muito bem a minha nova função, com um volume bem grande de contratações - cerca de 1.5 mil por mês".

Outro exemplo de respeito e valorização profissional é o da Alissa Fernandes, de 21 anos. Transexual, encontrou na Liq, há dois anos, a porta de entrada para o mercado de trabalho. Ela se sentiu acolhida e isso trouxe confiança para desempenhar um bom trabalho. "Foi incrível, porque é minha primeira experiência de trabalho. Ver que ser trans não é um empecilho tem sido maravilhoso, pois a partir dessa experiência positiva, já consigo pensar em outros novos desafios profissionais."

O Comitê Executivo da Liq também é representado pela força de trabalho feminina. Cristiane Cé, diretora Jurídica e de Compliance, na Liq desde novembro de 2014, é um exemplo disso. A diretora acumula conquistas marcantes na companhia, entre elas a estruturação e consolidação das áreas de Compliance, Auditoria Interna, Jurídica e de Governança Corporativa, colocando a empresa em um novo patamar corporativo. "A mulher é uma figura muito forte na companhia, seja no atendimento ou em outras áreas. Não é a toa que 70% dos nossos profissionais são mulheres. Contamos com a garra e a força feminina para fazer a diferença no dia a dia com os nossos clientes, parceiros, fornecedores, colaboradores e demais públicos de relacionamento. Somos minuciosas, estamos sempre ligadas ao detalhe, aos processos, à organização. A diversidade do público feminino na Liq, em seus mais diversos papéis, contribui e fortalece a companhia", afirma Cristiane.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/