A prioridade mudou
RH deve olhar para dentro da empresa e estudar como momento se reflete nos colaboradores 28/08/2015 04:05
» Soraia Lemos
Depois de passar por um período de bons resultados, o Brasil vem desde o ano enfrentando uma fase crítica, deixando muita gente preocupada. Inseguros com o seu futuro, muitos colaboradores acabam perdendo o foco, o que pode atrapalhar de forma considerável na produtividade. Diante do quadro de dificuldade que o Brasil passa, a gerente executiva de RH da AeC, Soraia Lemos, comenta que não se pode fazer um tratamento em massa com os colaboradores. "As pessoas reagem de formas diferentes nestes momentos e precisamos manter o foco no individuo e acompanhar como cada um está conseguindo atuar", comenta.

A executiva explica que as pessoas são diferentes. Ou seja, não é todo mundo que em um momento de pressão consegue canalizar a energia para virar o jogo. Tem gente que se sente desafiado diante desse cenário, mas muitas pessoas têm dificuldades. "Antes o nosso desafio era como contratar e fidelizar nosso colaborador, agora é o momento de olhar para dentro e estudar como esse momento está refletindo em cada uma das nossas pessoas. Essa é a prioridade", revela Soraia, acrescentando que, em uma empresa como a AeC, em que a matéria prima é gente, é fundamental cuidar do maior patrimônio.

Ela reforça ainda que essa é a hora da área efetivamente apoiar quem está na linha de frente fazendo a gestão com as equipes. O papel fundamental do RH nesse momento é ser o guardião para orientar os líderes. "Nós somos a soma das experiências que vivemos e existe uma geração que ainda não viveu ou não passou por nada parecido." Seguindo nessa linha, a gerente afirma que a importância do papel do líder cresce nesse momento, já que ele é o porta-voz da cultura, dos valores e dos objetivos da organização. A forma como ele vai tratar o outro, envolver e cuidar do outro é fundamental. "Ele é um ator essencial nesse processo e é quem entende e sabe o que precisa ser feito para enfrentar as turbulências do momento", pontua.

Para enfrentar esse período, Soraia conta ainda que AeC está atuando fortemente em dois de seus Princípios Inegociáveis. O primeiro é "Somos corajosos o suficiente para mudarmos quando necessário". "Sem dúvida, esse momento está exigindo mudanças, e o RH entra auxiliando para que todo planejamento estratégico seja realizado com muita maturidade e respeito em toda cadeia de atuação, ou seja,para nossos colaboradores, clientes e fornecedores", explica. Já o outro, "Acreditamos na colaboração mútua dos nossos grupos", acontece por meio do mapeamento das lideranças e suas competências, permitindo garantir a plena execução da atuação colaborativa. "Esse projeto, MDG - Mapeamento e Desenvolvimento de Gente, já está implantado na empresa a quatro anos e estamos colhendo os frutos desse trabalho desde a implantação.Porém, neste momento ele está sendo fundamental", conta.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/