Evolução junto ao mercado
Com 10 anos de mercado, Ayty se prepara para dar novos saltos com os clientes 06/08/2018 06:23
» Paulo Müller
Não é todo dia que uma empresa celebra dez anos de história. Principalmente com clientes que estão presentes desde o início e a oportunidade de crescimento e expansão das atividades no mercado exterior. Esses momentos de celebração misturam passado, presente e futuro, onde se olha tudo o que caminhou, os desafios enfrentados, as conquistas alcançadas, os sonhos realizados, onde se está e para onde seguir. Com a Ayty Tech não é diferente. "Se eu pudesse resumir em uma frase a satisfação de dez anos de empresa é a satisfação de olhar diversas empresas utilizando a nossa solução em vários pontos de atendimento. E, mais do que isso, ver essa solução dando resultado para o nosso cliente. A maior satisfação é ver que as pessoas gostam do produto e que ele dá resultado. Isso é muito gratificante", comemora o sócio-diretor, Paulo Müller.

Há cinco anos, quando os três sócios estavam refazendo o planejamento da empresa, e a Ayty ainda tinha o CRM no nome, um fator que despontou foi a evolução da tecnologia e as soluções digitais e cloud. Com a inovação em tecnologia para atendimento ao cliente presente na empresa desde a criação, não foi difícil decidir trilhar esse caminho. Assim se construiu o atual leque de soluções com produtos que vão desde o CRM e discador preditivo - carros-chefe da empresa - até agentes virtuais como o localizador virtual e o monitor virtual, rodando tanto em português quanto em espanhol, e toda uma suíte digital que engloba a multicanalidade com o CRM Omnichannel, discador automático, chat, WhatsApp, e-mail, SMS e atendimento por vídeo e voz.

FUTURO
A Ayty também tem se preocupado em olhar para os próximos dez anos, buscando refletir sobre como será o mercado de atendimento ao cliente e de que forma a empresa pode contribuir com seus clientes dentro do novo cenário. "No momento, estamos todos refletindo como será daqui para frente. Num ambiente baseado em informação, o ritmo de desenvolvimento é exponencial, gerando um ambiente promissor para a tecnologia disruptiva que, como o nome diz, vai criar mudanças radicais. Mas existe também o caminho de buscar mudanças não disruptivas, onde a oportunidade não é confrontar e tornar obsoleto o que já existe, mas sim, encontrar oportunidades não atendidas. Conversar com clientes e não clientes e conseguir captar desejos, anseios e necessidades não atendidas e a partir desses desenvolver soluções que vem criar um novo mercado."

Outro ponto visto como importante pela empresa, segundo Müller, é o conhecimento sobre os clientes: "é preciso saber muito bem quem ele é, descobrir quem é essa persona, assim como buscar identificar quem não é seu cliente, com suas dores e sua persona". "Afinal, existem oportunidades em ambos os lados e são eles que apontam a direção. A mudança é iminente e está vindo com uma velocidade cada vez maior", reforça. Dentro disso, o sócio-diretor explica que, quando os clientes perguntam, a empresa esclarece que é preciso investir em soluções digitais, em multicanalidade, porém não se pode esquecer que na ponta final há uma pessoa. "É preciso entender como é o ser humano, o comportamento dele, as necessidades, as dores dessa pessoa e a partir daí ver como melhor atendê-lo. Às vezes se comete o equívoco de focar muito na tecnologia, mas sozinha não é a resposta e sim todo o processo que está por trás, incluído as pessoas, conhecimento, treinamento, percepção de marca entre outros", conclui.

Saiba mais sobre a Ayty Tech:

Um degrau por vez
O que começou com CRM, hoje se desdobra em soluções para toda jornada do cliente


Após consolidação nacional, Ayty avança na América Latina com aposta em inovação


Reconhecer valor de colaboradores e parceiros é saber que não se está trabalhando sozinho

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/