Metasix cria fábrica de bots
Empresa aposta em laboratório de design, prototipagem, testes e produção em série 05/03/2018 04:24
» Cleiton Jorge
A Metasix vem desenvolvendo uma linha de bots e chatbots de comportamento humanizado para atendimento. Para tanto, a empresa criou um laboratório de design, prototipagem, testes e produção em série de soluções com configuração flexível e enriquecidas com recursos de aprendizado de máquina. Os novos bots da Metasix, batizados como MetaBots, já operam em alguns clientes em seus próprios ambientes corporativos ou integrados a mídias sociais, como o Messenger do Facebook, Telegram e Twitter. Em breve a empresa irá disponibilizar versões também pra o WhatsApp.

Segundo o diretor de operações da Metasix, Cleiton Jorge, os MetaBots podem ser oferecidos opcionalmente como uma estrutura modular, apresentando facilidades de interface para inteligência "branca", com conectividade e escalabilidade para se integrar na estrutura de atendimento e redes sociais dos clientes. Nessa configuração mais básica, o foco é levar flexibilidade e agilidade de ativação para clientes que prefiram usar suas equipes próprias na integração dos bots em seus processos de negócio e plataformas de atendimento.

Ainda de acordo com o executivo, a empresa prevê uma procura maior por bots configurados e "treinados" com regras de negócios desenvolvidas pela Metasix para operar e cooperar em áreas de negócio específicas. Para este modelo de oferta, a Metasix dispõe de "frameworks" e componentes de software pré-moldados, já testados e utilizados em diversas áreas críticas. 

Entre as verticais já contempladas e em ativação no mercado nacional com a oferta dos MetaBots estão o  atendimento one-to-one em ambientes de e-commerce, serviços de SAC Hospitalar, solicitação e gestão de demandas de serviços públicos, gestão de contatos com alunos em redes de ensino superior, nas relações de consumo em redes de varejo e gestão de parceria em redes de franquias.

De acordo com Cleiton Jorge, a Fábrica de Bots da Metasix surge para atender uma defasagem do mercado de soluções multicanais manifestada por novos clientes e por usuários já tradicionais do Cube; um dos exemplos advém de projetos de atendimento a cidadãos para órgãos de governo, onde a expectativa é reduzir custos operacionais dos mais de 30 milhões de atendimentos anuais operados através da plataforma Cube. 

O executivo enfatiza ainda que um dos grandes diferenciais dos MetaBots é o de articular informações históricas e de interação online com o cliente para tornar a comunicação cada vez mais personalizada e centrada no objetivo dos contatos, para rápida interação e excelente experiência com seus clientes/usuários. "Nosso MetaBot é capaz de analisar um contexto e realizar um atendimento completo dentro das intenções configuradas. Caso se trate de uma intenção não conhecida, os bots direcionam o contato para um assistente humano corretamente selecionado para o problema em questão. Com isso ele otimiza tempo, reduz falha humana na informação prestada e gera um valor agregado para a marca/empresa", finaliza.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/