A busca por qualidade e assertividade
Quaddra foca em soluções que possam transformar atendimento, minimizando necessidade de contato 19/01/2018 11:25
» Eliana Taveira
Que venha 2018. Com perspectivas de um ano melhor do que os últimos, o mercado espera a retomada dos negócios. Afinal, as empresas terão que investir para atender as mudanças nas relações de consumo. Essa é a aposta de Eliana Taveira, diretora da Quaddra. "Os clientes estão cada vez mais em busca de soluções inovadoras e existe bastante oportunidades para quem está oferecendo otimização das centrais de atendimentos." Por conta disso, a Quaddra está focada em soluções que possam transformar o atendimento minimizando a necessidade de contato feito pelo consumidor.

A executiva destaca que, embora a crise ainda permeie algumas ações corporativas, há um sentimento em boa proporção do retorno das empresas solicitando serviços. "Esse movimento vem carregado de maior qualidade bem como maior análise das soluções para maior assertividade nos resultados." Com isso, a Quaddra planeja crescer 20% em 2018, galgada sobretudo em soluções tecnológicas para o mercado enterprise envolvendo projetos ligados machine learning, plataformas de discagem na nuvem e URA. Em entrevista exclusiva, Eliana dá a sua visão de como deve ser o ano para o mercado de contact center e detalha os planos da Quaddra.

O que espera para o mercado de contact center em 2018?
Eliana: A expectativa é boa. Os clientes estão cada vez mais em busca de soluções inovadoras e existe bastante oportunidades para quem está oferecendo otimização das centrais de atendimentos.

Qual deve ser o grande desafio?
Com um cliente cada vez mais exigente e consciente de seus direitos é urgente que a capacitação dos profissionais de call center não seja feita apenas para produto, negócio e sistemas, mas também em legislação do código de defesa do consumidor, para que de forma massificada todos consigam ter o entendimento macro e não apenas do micro. É necessário entender para atender. Esse sem dúvida figura no topo da lista, o maior desafio é manter a produtividade elevada, realizando planos motivacionais aderentes.

Quais são os planos da Quaddra para 2018?
O grupo está focado em soluções que de fato possam transformar o atendimento minimizando a necessidade de contato feito pelo consumidor. Então, do ponto de vista tecnológico, criamos algumas soluções baseadas em apps para o mercado enterprise. O mais importante é que ao longo dos anos, compreendemos que existem caminhos viáveis para as empresas explorarem de forma assertiva e que não necessariamente exigem grandes cargas tecnológicas. Mobilidade, sobre o advento dos smartphones, está muito mais ligado a uma visão de comportamento e não de tecnologia. Atuaremos também forte no mercado SMB com uma plataforma para gestão de vendas, específica para pequenas e médias.

Qual a meta de crescimento?
Embora a crise ainda permeie algumas ações corporativas, temos sentido em boa proporção o retorno das empresas solicitando serviços. Vale destacar que este movimento vem carregado de maior qualidade bem como maior análise das soluções para maior assertividade nos resultados. Neste sentido, planejamos crescimento sustentável da ordem de 20% para 2018, galgados sobretudo em soluções tecnológicas para o mercado enterprise envolvendo projetos ligados machine learning, plataformas de discagem na nuvem e até mesmo URA como principal solução para diminuição das chamadas no atendimento.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/