| Sábado - 27/5/2017
Pesquisar: busca:
Duro golpe com fim da desoneração
Após decisão do governo, setor de call center voltará a pagar a alíquota de 20% do INSS 31/03/2017 11:22
Uma semana depois de o setor ter comemorado a aprovação do PL que regulamenta a terceirização, vem um duro golpe. Na última quarta-feira (29), o Governo anunciou o aumento de tributos para cumprir a meta de déficit primário (resultado negativo nas contas públicas sem o pagamento de juros) de R$ 139 bilhões para este ano. Para isso, o governo quer reverter quase totalmente a desoneração da folha de pagamento. Em vigor desde 2011, a desoneração da folha atualmente beneficia 56 setores da economia, entre eles o mercado de call center, que pagam 2,5% ou 4,5% do faturamento para a Previdência Social, dependendo do setor, em vez de recolherem 20% da folha de pagamento.

A desoneração da folha de pagamento será mantida apenas para os setores de transporte rodoviário coletivo de passageiros, de transporte ferroviário e metroviário de passageiros, de construção civil e obras de infraestrutura e de comunicação. "São setores altamente dependentes de mão de obra e vitais para a preservação da recuperação do emprego no país prevista para este ano", declarou ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, esquecendo que o setor de call center é um dos maiores empregadores do País, principalmente no primeiro emprego. A medida só deverá valer a partir de julho, por causa da regra que determina que qualquer aumento de contribuição só pode entrar em vigor 90 dias depois da publicação da lei no Diário Oficial da União.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/