Passos para ser uma empresa mais inclusiva
Pesquisa revela que maioria das companhias ainda não possui programas de diversidade 10/09/2018 12:03
» Carolina Ignarra
Mais de 24% dos brasileiros, 45 milhões de pessoas, possuem algum tipo de deficiência, de acordo com dados do IBGE. No entanto, dados da RAIS - Relação Anual de Informações Sociais solicitada pelo Ministério do Trabalho e Emprego de 2016 apontam que apenas 418.521 estão empregados, o que corresponde a menos de 1% do total de pessoas com deficiência no país. Dentro disso, pesquisa da Talento Incluir realizada em parceria com a Vagas.com, revela que a maioria das empresas não possui programas de diversidade e não está totalmente preparada para lidar com o assunto.

O estudo indica ainda que pessoas com deficiência também sofrem com a discriminação no mercado de trabalho. Mais da metade (59%) dos respondentes se sentiram prejudicados em processos seletivos ante 50% da base total de candidatos. Em cima desse cenário Carolina Ignarra, sócia fundadora da Talento Incluir, aponta seis passos para tornar a empresa inclusiva:

1. Realizar um estudo de acessibilidade para que a empresa possa receber adequadamente todos os cola­boradores, visitantes, comunidade, fornecedores, clientes;

2. Revisar seus processos de compras e admissão de empregados;

3. Revisar suas comunicações;

4. Preparar líderes e gestores para apoiar essa transformação e acolher diferentes cul­turas;

5. Fazer do projeto uma ação contínua da empresa;

6. Tornar o tema uma das metas do planejamento geral da empresa, com indicadores de evolução.

"A legítima inclusão deve estar no processo e não apenas no discurso das organizações. Para ser inclusiva, a empresa não pode deixar perpetuar conceitos antigos e julgamentos na sua cultura de contratação e desenvolvimento dos seus profissionais. É preciso trabalhar ações afirmativas para mudar esse viés inconsciente em todos os níveis hierárquicos da empresa. A inclusão está além do simples cumprimento da lei. Ela traz benefícios para os negócios e provoca mudanças positivas na cultura da empresa", declara Carolina.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/