Habilidades indispensáveis ao líder contemporâneo
Professora da IBE-FGV aponta as 10 aptidões necessárias para lidar com as novas demandas 15/03/2017 02:26
A área de gestão de pessoas nunca foi tão demandada. De acordo com a professora da IBE-FGV, Paulette Melo, PhD em Administração, a crise continua em pauta e as empresas devem buscar alternativas com criatividade. Cabe ao líder um papel estratégico na busca por resultados, apesar do cenário. "O problema é que o RH vive um anacronismo crasso. O modelo de gestão ainda está baseado no século 20, porém os problemas são do século 21", afirma. Apesar disso, a liderança é chamada a produzir. "Por isso, a primeira habilidade do líder moderno é que ele gere resultados", conta.

Ser flexível e estar preparado para as mudanças também são fundamentais. "Vivemos na era da hipercompetitividade, as coisas mudam muito rápido e o gestor precisa acompanhar esse movimento", destaca a professora. "É preciso ainda saber exercer a liderança autocrática quando necessário. Não é sempre que a equipe pode participar do processo de decisão. Maduro é aquele que sabe quando precisa tomar as rédeas da situação e decidir sozinho".

Segundo a professora, o líder deve se comprometer com o amadurecimento de cada um. "É essa a tarefa mais desafiadora, pois amadurecimento requer a calibragem entre o desafio e o reconhecimento, e é muito fácil errar na dose", avalia Paulette. Para ela, a figura que lidera ainda precisa ter um arsenal de novas "armas". "O 'range' de competências cresceu exponencialmente hoje. Não é qualquer um que pode ser chamado de líder", esclarece a especialista.

De acordo com a professora, ser coerente é fundamental para transitar em meio a todo este ambiente. "Além de tudo, essa pessoa precisa ser otimista. Um bom líder é aquele capaz de se divertir e ser criativo ao transitar entre tantas descontinuidades e complexidades". Paixão pelo trabalho, por fim, é essencial a qualquer liderança. "É o fogo que queima e ativa os neurotransmissores do indivíduo empurrando-o em uma direção, independentemente das tempestades. Sem paixão, nada feito", termina.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/