O líder mediador
Curso do Senac visa ampliar a capacidade de raciocínio e tomada de decisão 18/06/2018 03:11
O Senac São Paulo desenvolveu o curso Líder Mediador, por meio do qual os participantes podem aprimorar as competências técnicas e comportamentais de liderança, a fim de que gerir pessoas seja uma atitude mais flexível e mais bem estruturada para o alcance de resultados coletivos. A iniciativa é oferecida para líderes e suas equipes de organizações públicas, privadas e terceiro setor, por meio do Atendimento Corporativo do Senac São Paulo.

Composto por três módulos de oito horas cada, o curso busca estimular mudanças significativas nos gestores e, consequentemente, em suas equipes e no ambiente de trabalho. O objetivo é aperfeiçoar o comportamento do líder e incluir atitudes que vão além da tradicional figura do chefe, fazendo com que o profissional volte seu olhar para um universo mais amplo.
 
O conteúdo é fundamentado em duas teorias do psicólogo Reuven Feuerstein: a da modificabilidade estrutural e da experiência de aprendizagem mediada. Esses conceitos buscam ampliar o nível de concentração, promover a flexibilidade de pensamento e desenvolver métodos para a resolução de problemas, produzindo mudanças nas pessoas e no ambiente de trabalho.

Segundo Maurício Pedro, gerente do atendimento corporativo do Senac São Paulo, para desenvolver lideranças mediadoras, o curso trabalha conceitos como intenção e reciprocidade; a capacidade que deve ter o líder de observar, entender e acreditar nas pessoas da equipe; significado, a explicação do porque aquela tarefa deve ser feita; e transcendência, a crença de que todos no time podem evoluir. "Depois de completar os três módulos, o profissional volta para a empresa com outra mentalidade e pode colocar em prática diversas ações a fim de que oportunidades se transformem em resultados".

O gerente reforça que quando o líder está focado nas pessoas de sua equipe, independentemente do nível, estimulando o aprendizado, ouvindo e observando, todos ficam mais confiantes, felizes e produtivos. "A liderança mediadora traz uma série de benefícios para as equipes e as organizações, pois desperta a motivação, eleva a autoestima e o sentimento de competência e estimula a capacidade analítica e o pensamento reflexivo para a tomada de decisões. O resultado reflete-se em maior produtividade", destaca Maurício. Informações no site www.sp.senac.br/corporativo.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/