Governo capacita detentos
Oferta de cursos de qualificação profissional visa desafogar prisões no Brasil 27/02/2012 04:52
Com a superlotação carcerária, o governo federal está recorrendo a novas formas de conter o aumento do déficit de vagas. Uma das ações, adotada em portaria do Ministério da Justiça neste mês, prevê ampliação da oferta de cursos de qualificação profissional de detentos, que ganham um dia de remição a cada 12 horas de aula. Entre os cursos que são oferecidos está o de telemarketing.
 
Um exemplo do que pode se tornar esse projeto é um serviço de call center, criado há dois anos no presídio feminino de Cariacica, no Espírito Santo, em parceria com Instituto Sem Fronteiras. A procura foi tão grande que o serviço teve de ser reavaliado para absorver o dobro de detentas do previsto. Foram adotadas cautelas para evitar o uso indevido do sistema de telefonia no presídio. Para trabalhar no call center, as detentas participam de um curso técnico em telemarketing de 240 horas/ aula. Para garantir a segurança, o projeto conta com monitores e um moderno sistema de reconhecimento de voz.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/