Como empreender na inovação em RH?
Mercado está aquecido e empreender em soluções automatizadas de contratações é o futuro 16/07/2018 10:03
Autor: Raphael Dyxklay

Quando um empreendedor vai escolher a sua área de atuação, segmentos como varejo, prestação de serviços ou franquias já estabelecidas são opções recorrentes. Uma das áreas que une prestações de serviços com contatos diretos com o mundo corporativo é o mercado de Recursos Humanos. Se juntar com tecnologia, dessa mistura vem uma hrtech.            

Um dos motivos que me fez empreender neste mercado foram as próprias dificuldades que já vivi em experiências de recrutamento. E digo, com conhecimento de causa e dados, que as startups de Recursos Humanos são um meio extremamente promissor.  Dados da agência CB Insights indicam que em 2016 foram movimentados mais de U$2,2 bilhões no setor de hrtechs e as projeções são de crescimento. Ou seja, o mercado está aquecido e empreender em soluções automatizadas de contratações é o futuro.     

Atuar neste setor é um desafio constante. Precisamos estar muito bem alinhados com o que as empresas contratantes requerem de nós. Além disso, a terminação tech imprime que temos uma solução automatizada para os processos de busca de talentos e, portanto, isso precisa ser desenvolvido da forma mais minuciosa possível.           

Para aqueles que desejam investir na inovação em RH, meu conselho é perceber o que falta no mercado. Se pensarmos no macro, não vemos muitas alternativas. Mas se refinarmos as nossas pesquisas, é possível perceber os gargalos e as dores, por exemplo. Como já mencionei, baseado em experiências próprias, vi as dificuldades que existiam nas empresas de tecnologia brasileiras para encontrarem os melhores profissionais nos segmentos de marketing, vendas e tecnologia. Ou seja, as dores em montar uma equipe completa que contemple as áreas requeridas para o seu bom funcionamento.

Como em qualquer empreitada, desafios irão aparecer. Levar inovação para um meio tradicional, automatizar processos, uma boa comunicação com os clientes, todos são obstáculos que, se ultrapassados, deixam o negócio cada vez mais forte e promissor. 

Por fim, se você empreendedor ou investidor gosta de gestão de pessoas e tecnologia, as hrtechs são um bom negócio. Seguimos na busca pela união perfeita entre negócio e investimento e, claro, entre empresas e talentos.             

Raphael Dyxklay é um dos fudadores da Talent Brand.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/