O mundo precisa de designers organizacionais
Mudança só é possível se as pessoas explorarem o desconhecido a fim de descobrir novas soluções 23/05/2018 10:24
» Marco Ornellas
Autor: Marco Ornellas

A era de buscar soluções prontas para problemas recorrentes acabou. O RH encara uma crise. Todos os dias, ouvimos mais do mesmo. Precisamos de uma profunda transformação dos modelos de negócios, ou vamos ser deixados para trás no processo de evolução do mundo. E a mudança só é possível se as pessoas se movimentarem, saírem da sua zona de conforto e começarem a explorar o desconhecido a fim de descobrir novas soluções que façam mais sentido nesse novo mundo. A mudança só é possível se atuarmos como designers organizacionais.

Mas, afinal, em que consiste ser um designer organizacional? Podemos definir esse profissional como uma pessoa empática, destemida e inovadora. Essas três características são essenciais para encarar os desafios do novo mundo em que vivemos, pois as soluções precisam ser desenvolvidas a partir das necessidades do outro, e, nesse processo, o medo não pode impedir que as ideias sejam colocadas em prática. E a inovação é o ponto de partida de todo o processo, pois o objetivo é desenhar novas soluções que ajudem os profissionais no dia a dia e que entreguem melhores resultados.

Atualmente, o que se vê nas organizações é um cenário repleto de profissionais consumidos por inúmeras tarefas operacionais, que quase se transformaram em máquinas de realizar trabalhos repetitivos. A criatividade foi praticamente extinta dentro das empresas, as pessoas se acomodaram tanto em suas funções e no jeito em que, tradicionalmente, os problemas são resolvidos que, de forma inconsciente, acreditaram que os modelos de negócios tradicionais seriam válidos por muitos e muitos anos. Porém, a transformação digital bate a nossa porta e esses modelos já não são capazes de atender às novas necessidades.

Precisamos usar a transformação digital a nosso favor. Com as novas tecnologias, grande parte das tarefas operacionais pode ser atribuída a ferramentas inteligentes de automatização. Assim, é possível começar a quebrar as barreiras criativas que persistem na mente dos profissionais e propor novas estruturas organizacionais e modelos de negócios modernos e eficientes.

Designers organizacionais olham para o mundo de forma diferente. Problemas não são tratados de forma superficial. Antes de sugerir soluções, eles estudam as causas, procuram a raiz do problema e o tratam na própria raiz com o objetivo de evitar que se transforme em algo maior.

O designer organizacional também não se apega aos modelos tradicionais de negócio. Muito pelo contrário. Ele entende que um novo mundo precisa de novos processos, mais eficientes e simples. Ele também entende que não é possível compreender toda a complexidade desse cenário, mas sua humildade em assumir que não tem as respostas para tudo permite que ele consiga estudar e arriscar suas ideias até chegar às soluções ideais para a sua empresa.

E é disso que o mercado precisa nesse momento. As empresas devem se preparar para o futuro. E não estamos falando de algo distante como dez ou vinte anos. Elas devem se preparar em dois anos. Portanto, a hora de se movimentar é agora.

Marco Ornellas é coach e consultor com 25 anos de experiência.

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/