Como fazer uma gestão eficaz
Administração equilibrada pode trazer resultados positivos em diversos aspectos para empresa 12/04/2017 04:25
» Bráulio Lalau
Autor: Bráulio Lalau

De nada adianta querer se mostrar gestor somente quando algum projeto atrasa, para chamar atenção da equipe, ou mesmo quando se obtém algum resultado positivo, para parabenizar todos os envolvidos.
 
Gestão é muito mais que isso. Ela é demonstrada no dia a dia. Mesmo que em uma rotina atribulada, em meio a diversos compromissos e demais tarefas, clientes, projetos, falta de tempo, o gestor precisa estar presente e mostrar isso aos colaboradores.
 
Infelizmente, o que observamos como realidade em diversas organizações é que essa falta de tempo acaba fazendo com que o papel de gestor fique em segundo plano, deixando que as coisas aconteçam de forma desordenada na maioria das vezes.
 
Desafios
Os colaboradores são o ativo mais importante de qualquer empresa. São eles que compõem as equipes e trazem resultados para a organização. E um dos grandes desafios dos gestores é justamente montar times que trabalhem em total sinergia. Isso, levando em conta diferenças como modo de trabalho, motivações e expectativas de cada um.
 
Um dos motivos para essa dificuldade é a convivência entre as diferentes gerações na mesma equipe de trabalho. Outro ponto que pode ser crucial é que alguns gestores, mesmo que assumam o cargo, não estão preparados para tal feito. Gerando dificuldade em interação de metas individuais e coletivas dos membros da equipe.
 
No geral, a entrega de resultados bem como a motivação são conduzidos pelo clima entre os membros da equipe, que é originado diretamente a partir das ações do líder. Logo, as atitudes e decisões de um gestor apresentam ligação direta com o resultado do trabalho dos demais colaboradores. Para facilitar o processo de uma gestão eficaz, abaixo listei alguns pontos primordiais.
 
1. Seja exemplo: assim como as atitudes dos colaboradores são reflexo da liderança, o gestor deve ser o exemplo para toda a equipe. Se quer que o time se dedique ao máximo a um projeto, é fundamental que primeiramente o gestor tenha essa posição. Estar aberto e ser flexível também faz com que essas atitudes apareçam entre os próprios colaboradores. Fazendo com o que o ambiente fique mais leve e o trabalho mais eficiente.
 
2. Comunicação aberta: comunicação entre os integrantes da equipe e com o gestor é um dos pontos mais importantes em qualquer organização. É importante que o líder se coloque aos colaboradores como totalmente acessível, e não como o chefe inatingível. E que dessa forma, se sintam à vontade para abordá-lo e conversar sobre qualquer assunto relacionado ao cotidiano de trabalho. Falta de comunicação pode fazer com que problemas pequenos tomem uma dimensão muito maior, e uma boa conversa pode resolvê-los sem muita demora.
 
3. Nunca perder o controle: apesar de não recomendado que o líder fique pressionando os colaboradores o tempo todo, os projetos não podem ser esquecidos a ponto de perder o controle. Bom planejamento e boa execução podem ir por água abaixo se o acompanhamento não for feito da forma correta. Ele deve acontecer de maneira a garantir que o trabalho seja desenvolvido de acordo com o planejado, avaliando a eficiência das atividades periodicamente, abrindo chance para mudanças, caso seja identificada uma maneira mais assertiva de realizá-las.
 
4. Gestão de pessoas: ser o exemplo, manter uma comunicação aberta e não perder o controle são apenas uma parte de todo o processo, que não se desenvolvem caso a gestão de pessoas não seja feita da forma correta. Afinal, pessoas motivadas estão dispostas desempenhar suas atividades com total qualidade e eficiência. É importante sempre lembrar que são os colaboradores que representam a empresa, que lidam com os clientes e que buscam resultados.
 
E mantê-los motivados vai além de remuneração. Faz parte do processo que cada um esteja desempenhando o papel correto dentro da organização, que haja reconhecimento por resultados alcançados e que a empresa proporcione desenvolvimento nos âmbitos profissional e também pessoal.
 
Concluindo
Crescimento profissional é o foco de grande parte das pessoas, seja na empresa em que trabalha ou não. Porém, assumir um cargo de liderança representa muito mais do que apenas carregar novas responsabilidades. É preciso garantir todo o bom funcionamento de uma equipe e que cada um esteja trabalhando de acordo com as metas e objetivos da organização.
 
Grande parte do papel do líder, para que sua gestão seja feita de forma eficaz, está voltado para o equilíbrio entre estar atento aos integrantes da equipe e o desenvolver de suas atividades cotidianas. Sem que nenhuma das partes fique prejudicada.
 
Por fim, o gestor de uma equipe é o grande influenciador de todas aquelas pessoas, além de ser a ponte de comunicação entre os colaboradores e os demais executivos da empresa. Por isso é fundamental que além de designar esse tipo de cargo a determinado funcionário, que se certifique de que ele está de fato preparado para exercer a função de maneira a possibilitar o próprio crescimento, dos membros da equipe e consequentemente de toda a empresa.
 
Bráulio Lalau é CEO na empresa Orbitall. 

Compartilhe

Twitter Facebook Linkedin
 
http://callcenter.inf.br/